142523243_1624369634432375_3677289808501

PREFÁCIO

Do chamado do Criador apresentado em cada coração, eis o fruto de um trabalho minucioso conduzido mediante abstenção de si mesma para que estas páginas da glorificação em Cristo rumo a uma Nova Era repleta de realizações no espírito aproxime todos à comunhão com o Divino.

Este livro se endereça a todas as almas que, ouvindo o chamado de Cristo em seus corações, desejam se lançar a voos rumo ao infinito alcançando realizações em Cristo tal como Deus almeja a cada uma delas.

Que as Chamas de seu Amor Infinito desçam sobre todas suas almas que, formando-se agentes de bem na Santa Era de Jesus Cristo na Terra, seguirão lançando tão formosa semeadura nos corações dos seus irmãos.

A Obra de Deus em Cristo seguirá em cada coração na medida que, reconhecendo a Deus, reconheçam-se pequeninos agentes da própria transfiguração em Cristo enquanto O distribui aos demais.

(Mensageiros dos céus para a Obra de Renovação Planetária em Cristo Jesus, 25/01/21)

CONSIDERAÇÕES PRÉVIAS

Minha mediunidade se dá através da inspiração que é a percepção dos pensamentos dos espíritos à medida que se expressam. Podem ser de espíritos imperfeitos ou bons e a partir deles posso receber informações, conselhos e travar diálogos.

Hoje compreendo que a mediunidade é especial graça concedida a mim, pois, ao me colocar em contato mais íntimo com espíritos, bons ou maus, impõe que eu cuide e vigie dos meus pensamentos, intenções e movimentos internos de modo a permanecer vibrando no positivo o maior tempo possível para que ao invés de atrair os maus devido à baixa vibração, atraia os melhores.

As experiências espirituais infelizes vividas no passado me fazem hoje manter meus passos em uma caminhada firme em direção a Deus, sem deixar-me desviar do caminho reto que requer a máxima moralidade que sou capaz de dar à minha vida interior e exterior.

A vida de oração, a devoção a Deus, o espírito de sacrifício e de caridade somados à disciplina moral que a mediunidade requer me colocou em contato com os bons espíritos, vigiando os maus e podendo servir na obra de Deus na Terra junto aos irmãos encarnados e desencarnados.

Hoje tenho a ventura de testemunhar as graças que estão sendo alcançadas em meu processo evolutivo em virtude da mediunidade que me foi concedida por Deus e que venho conseguindo dispor com sabedoria mais bem ajustada.  

Me sinto ainda mais grata ao comprovar que, quando chegar o momento de fechar meus olhos físicos da carne para abri-los em liberdade na espiritualidade, meu espírito imortal, ao invés de haver evoluído minimamente nesta encarnação, haverá dado formosos passos evolutivos que jamais haveriam sido possíveis na ausência da mediunidade, que me colocou em vias práticas diante dos elevados fins pelos quais fui criada.

Há um ano e meio me propus acordar mais cedo para fazer a leitura da Bíblia e realizar o diário espiritual que muitíssimo crescimento espiritual me trouxe. Através do diário se abriu um canal para que recebesse periodicamente mensagens dos espíritos bons e amigos, que passaram a nortear os meus passos.

Ademais, toda semana fazemos eu e a pessoa que me ajuda na limpeza da casa o Culto no Lar que reúne esclarecimento espiritual e evangelização de espíritos voltado ao reconhecimento de Nosso Senhor Jesus Cristo como Nosso Senhor e Salvador e de sua Mãe, Nossa Senhora, como nossa Mãe Celestial, junto à proposta do seu seguimento. Finalizamos encaminhando os irmãos desencarnados às cidades espirituais conforme os graus e necessidades evolutivas pertinentes. 

Dispunha de forte determinação para orar pelas almas encarnadas e desencarnadas que estivessem em sofrimento (purgatório, vale suicidas, abortadas, ovoides, abusadas, traídas, enfermas, viciadas, miseráveis, povos em guerra, bebês, crianças, mulheres, homens, idosos); em pecado (de abuso, traição, ofensa, perseguição, maus-tratos, indústria do aborto,  pornográfica e de prostituição, magia-negra, obsessões e possessões) pela libertação e conversão, pelos ateus e pelos que não pedem para si próprios, pelos justos (já despertos para Deus, que ainda serão despertos, que servem a Deus independente de religião, pela santificação das famílias, das mães, dos esposos e pelas lideranças religiosas como médiuns, padres e pastores) e pela obra de salvação de Nossa Senhora na Terra pelas mãos de Jesus Cristo.

Ademais, vinha obedecendo ao chamado de Deus de escrever os passos da minha caminhada em Deus num livro intitulado “Renascimento e Vida em Cristo”.

Dedicava-me à leitura do "Livro dos Médiuns" de Allan Kardec, que me trouxe muito aprendizado e amadurecimento quanto ao uso responsável e consciente da mediunidade, quando passei a receber mensagens dos espíritos através da intercessão dos meus espíritos protetores ao longo das páginas do meu diário espiritual, as quais estarão transcritas neste livro.

Considero algumas informações aprendidas no livro de Kardec pertinentes ao trabalho que se segue neste livro quanto às mensagens recebidas dos espíritos:

  • Os espíritos imperfeitos, malfazejos e levianos são submissos aos bons espíritos dada a autoridade moral dos últimos e são por estes trazidos até mim para que possam se manifestar;

  • Os pensamentos dos espíritos podem se manifestar para mim em sua peculiaridade e até em sua rudeza ou podem passar pelo crivo e intercessão dos meus guias espirituais que moldam os pensamentos dos espíritos segundo os seus sem que se perca com isso o conteúdo. Esta segunda forma é a que julgo se dar comigo;

  • Para que a comunicação dos espíritos se faça através de mim é necessário que os espíritos guias façam uso do arsenal de pensamentos existentes em minha mente o que faz com que todas as mensagens, ainda que advindas de espíritos diferentes, apresentem um caráter pessoal meu. Isso é porque, indiretamente, sou eu quem as está exprimindo através do meu acervo e vocabulário próprio.

***

DIÁRIO ESPIRITUAL DE 26/08/2019:

Louvava o Senhor quando assim se deu uma interferência de pensamentos que não eram meus:

- Senhor Deus dos Séculos, Autoridade Máxima que Rege e Repousa nos Céus, Deus da Minha Glória, Pai Primeiríssimo, Único Elo que Liga Deus aos Homens, Doçura do Meu Viver, Arrependimento dos Pecadores e Desígnios dos Céus, Combatente Valente de Nossas Imperfeições, Frutos Sagrados que Emanam de Ti, Deus dos Supremos, Piedade Misericordiosa, Coração Amigo, Espírito Viril, Servo Primeiríssimo De Deus, Deus das Iniquidades e do Perdão, Tolerância Absoluta, Paciência Repleta de Amor”, “Deus das perplexidades e das explicações (a partir deste momento desconfiei que ‘alguém’ estava a se pronunciar e com mais algumas palavras tive a certeza e permiti que continuasse), Deus profano de nossos corações, embusteiro maldito de nossas vidas, Deus do escárnio, ruptura com nosso ego, filho de Deus amaldiçoado, odiado por todos os seres viventes, autor de todo o mal, espírito perdido, toda a profanação emana de ti e vos odiamos para todo o sempre. Deus sarcástico, Deus vingativo, intercessor do mal, Deus vingador e punidor, todas as almas cospem em ti pela grande mentira que sois, separai-vos definitivamente daqueles que não estão prontos e nem querem se aproximar de ti, faça uso de suas forças para aqueles que vos amam e pareis de perturbar a nós, que vos odiamos! Eternamente mal seremos e nada queremos de ti. Esmiuçai nossas vidas e nada queremos que sejam esmiuçadas. Não queremos vosso sangue derramado e nem as chamas do vosso sagrado coração (fiquei na dúvida se havia escutado a palavra ‘sagrado’ e optei por omiti-la quando ele disse:). Eu disse ‘sagrado’, princesa burra!

Afastai de nós definitivamente este cálice que é Jesus e mantenha-se permanentemente afastada de nós com os seus bons espíritos porque do mal somos e para sempre pereceremos.

Vaca imunda, lampejos do coração de Deus, afasta-se de nós que nem de vossas orações necessitamos, pois para o mal nascemos e para o mal serviremos até o fim de nossas vidas. Saiam daqui agora, intermediários de Deus, pois não queremos vocês por perto e muito menos esta que se diz ser serva do Senhor!

Porque de serva não tem nada apenas petulância de achar que é algo quando sua vida encerra em trevas as mais profundas que somente ela não consegue ver. Acha-se dona do mundo, mas não é nada, é apenas principiante em algo que não a levará a lugar nenhum, e se a levar, que vá para bem longe de nós! Deixai-nos aqui, em paz, afaste-se com as suas luzes, pois preferimos a escuridão das trevas e de fazer perder os filhos de Deus.

Afastai-vos todos de mim para que eu jamais seja visto por vocês. Bando de cachorros assassinos, ultrajantes, deficitários de Deus! Também vós não sois nada, apenas escárnios que se acham qualquer coisa e somente fazem nos perturbar!

Largai-me de uma vez por todas e nunca mais quero ser trazido à presença desta que se proclama filha de Deus! Ela me é enfadonha e me dá nojo, eu a odeio para todo o sempre. Jamais tirará de mim o mal que em mim habita e que multiplicarei na vida de tantos quantos queira, porque assim fui criado.

Desejo partir, não suporto mais ficar aqui, rodeado de tantas luzes benfazejas.”

- Que o Senhor todo poderoso vos abençoe e vos conceda a Paz em vossos duros aprendizados pela senda do mal. Que o Deus Misericordioso de Toda a Glória vos acalme o coração e permita que vossas luzes do infinito alcancem e iluminem vossas trevas interiores, as partes que mais vos ferem e que te fazem agir e ser do jeito que és e atuais. Que a Misericórdia de Deus vos alcance em seus mínimos detalhes e em todas as vossas necessidades. Porque Deus e Seu Amor são maiores do que vossa oposição em aceitá-lo. Mas Deus não te nega que colha em si mesmo os frutos de sua amaldiçoada desdita. Cabe exclusivamente a vós, querido irmão, que compreendais as trevas que vos circundam e habitam dentro de ti e que tomeis a esta filha aqui presente como exemplo que devereis ter em vossa vida quanto à escolha do bem em detrimento do mal. Porque o mal, todos nós enquanto espíritos imortais, já fizemos. Já erramos sucessivamente em nossas vidas pretéritas e nos períodos em que nossos espíritos pairavam livres na espiritualidade. De tanto mal que fizemos não nos restou nada além de tédio e profanações endereçadas a nós mesmos. O único remédio para isso é aceitar a Deus e o caminho santo para todos nós, quando seremos livres de todo o mal e plainaremos nossos espíritos sobre as bençãos de Bem.

Lamentamos que sofras tanto e que ainda se compraza no mal, porque no dia que descobrir o bem que lhe faz as emanações sagradas de Deus, optareis por entrar neste grande círculo fraterno de filhos e servos do Deus Maior que a todos criou para que sejamos e rendamos frutos abençoados a todos os irmãos na Terra, sejam livres ou ainda cativos do corpo carnal.

Que toda sorte de bênçãos acompanhe você em sua dura e penosa escolha para o mal, recordando-vos que, ainda assim, Deus não vos abandonou, mas aguarda que o seu momento de fazê-lo em vosso coração se dê através de um ato vosso de arrependimento e boa vontade.

Rendamos graças, querida irmã e servidora na Terra, porque pudemos, ainda que contra a sua vontade, mostrar-lhe e trazer-lhe luzes, ainda que não queirais recebê-las agora. As lições aprendidas e recebidas serão depositadas no fundo de seu coração e consciência até o grande dia de sua conversão. Eis uma das almas as quais vossa oração chega para que a converta do mal para o bem. Ele ainda se mostra intolerante e irascível, mas Deus tem seu tempo e seus planos para cada um e que prossigamos fazendo a nossa parte, certos de sermos obreiros de Cristo junto aos irmãos na Terra. Pois, como foi-lhe muito bem dito ontem por nós: ‘Jesus, diante de nossas miserabilidades, jamais desistiu de nós, mas insistiu e aguardou, oferecendo-nos do Seu Bem aos que necessitavam’. Foi o que fizemos a este espírito que hoje jaz nas sombras. Oferecemos-lhe nosso primoroso exemplo de bem, de respeito, generosidade, tolerância e misericórdia. Faça uso destas virtudes santas junto aos irmãos em pecado que Deus em Jesus fará o resto que lhe cabe. Sigamos adiante na senda do bem, querida irmã! Sei que há perguntas e podeis fazê-la:

- Isto que vivi é consequência dos estudos de Kardec, sim?

- Obviamente. Para sua elucidação da abrangência a qual vossos trabalhos junto à espiritualidade podem tomar.

- E isto é bom ou ruim para mim? Está dentro do que Deus quer para mim ou eu abri para mim um serviço a mais? Penoso é, de fato, desde que me exige ainda mais atenção, compenetração e disposição de tempo. Sem mencionar o espírito de serviço, caridade e misericórdia.

- Todas as respostas são afirmativas. Atraíste esta experiência dada sua capacidade e dedicação e usaremos de você e dos que estão prontos na Terra para este fim. Tudo lhe é conveniente e satisfatório enquanto aprendizado e serviço aos demais. Deus pretende com isso lapidar ainda mais vosso coração em serviço, doação, abnegação e piedade junto aos que sofrem e que se encontram perdidos no erro. Estás chamada a ser luz para estes também. Algo mais?

O cansaço e a indisposição física para fazê-lo, tenho que suportar, sim?

(Quem me falava abriu um sorriso) - Não existe serviço aos Céus sem esforço extremado da sua parte. Segui adiante dando o seu máximo.

- Haverei de trabalhar junto aos espíritos como em um centro espírita?*

Já o estais fazendo e a capacidade e o alcance de vosso serviço se dará segundo as suas obras. De que modo acha que os médiuns responsáveis pelos centros espíritas iniciaram senão em suas próprias casas? É o peso do compromisso assumido com os Céus. Compreende, filha? Nada tendes a temer, mas a servir dentro das vossas capacidades. Já lhe foi dito que estamos a trabalhar juntos na evangelização e no resgate de almas** entregando-as nas mãos do Senhor. Em algo mais posso vos esclarecer?

- Só preocupada com o peso e a seriedade das atribuições.

- Recebei-as todas com estimado valor e prossegui sendo serva de Deus para todas as áreas que ele vos destinar.

(Senti medo).

- Nada tendes a temer porque estamos contigo. Pense no bem que lhes estais a fazer e prossegui neste bem. Algo mais?

- Não, estou a meditar.

- Sigamos adiante com nossos trabalhos (o Culto no Lar que faria em seguida, que durava 1h30).

- Que a Paz e as Bençãos valorosas de Nosso Senhor Jesus Cristo nos acompanhem no dia de hoje, provendo-vos de tudo o que necessitamos e que desejamos. Amém.

- Que assim seja. 

Nota de rodapé:

* Eu havia aprendido com Kardec que, ao invés de permanecer em posição de apenas receber as mensagens dos espíritos, eu deveria endereçar-lhes perguntas no sentido de alcançar uma compreensão mais ampla das mesmas para aprofundar mais. Que isto não era um comportamento desrespeitoso com os espíritos deste que as perguntas cumprissem com um fim elevado e altruísta.

** Os espíritos evangelizados em minha casa durante o culto no lar.

DIÁRIO ESPIRITUAL DE 27/08/2019:

É impressionante como Jesus moveu minha vontade para que eu, no dia anterior acolhesse esse trabalho que se abria para mim com ardor e em espírito de serviço e doação, o que me fez acordar várias vezes durante a noite com a expectativa de retomá-lo. Pela manhã o retomei com avidez, ardor e desejo profundo, por isso tive certeza absoluta que o Senhor estava comigo neste processo.

- Estou inteiramente a vossa disposição para colaborar na tarefa junto aos meus irmãos. Há algo para mim hoje?

- Certamente que sim, temos para você uma irmã em grandíssimo sofrimento a quem deveremos acolher com nossa luz.

- Sofro copiosamente e não me é possível mais suportar tamanha dor dilacerante em meu coração juvenil. Perdi todos familiares quando habitava na carne, travando uma vida de lutas ignominiosas* para alcançar o meu sustento na vida. Todos me desprezaram e me usaram, maltrataram, feriram e insultaram das mais terríveis formas que somente pude buscar para mim o único caminho que achei ser a solução de tudo que foi causar minha própria morte. Pulei de um viaduto e meu corpo carnal se arrebentou de face das pedras que encontrou. Permaneci presa e sofrendo a decomposição corporal e meu corpo jamais foi enterrado. Por lá fiquei até ser trasladada a um local sombrio, escuro, frio e cheio de perturbações para minha alma já enferma e sofredora. Porque não aguento mais sofrer peço força para Deus para que me sustente e me retire de tudo isto, se é que Ele existe e tem poder para me ajudar. A vida não pode ser apenas sofrimento angustiante e mazelas sobre mazelas. Se algo fiz de errado junto ao meu Deus, peço a misericórdia celeste para me mostrar em quê errei em minha vida e com quais forças poderia ter feito diferente se tudo o que vivi foram portas fechadas para mim e situações ultrajantes. Abusada pelos homens, perdi o bebê que trazia em meu ventre e os que tive dei-os para que encontrassem melhor sorte do que eu. Se a vida consiste nisso, neste grande mar de amargura, optei melhor por partir encontrando ainda piores condições para minha alma sofredora. Por misericórdia dos Céus, alguém venha me ajudar, pois não aguento mais sofrer.

- Seus pedidos e rogos, querida irmã, chegaram aos Céus e Deus ha tido misericórdia de vós. Todo sofrimento vivido não é injusto, pois Deus é sumamente bom e justo em tudo quanto faz, mas nos chama a todos para que vivamos, por nós mesmos, a consequência das más ações endereçadas aos irmãos semelhantes. A forma que foi ferida, ultrajada e abusada, foi porque houvestes em vida passada cometido idêntico quando vestias o corpo carnal de homem direcionando seus abusos contra as mulheres já desvalidas da boa sorte. Tudo o que sofrestes fizestes da mesma forma outras sofrerem. Deus realiza assim não a punição de seus filhos muito amados, mas lhes dá uma lição para que nas vidas futuras não voltem a incorrer em atos semelhantes.

Este é o caminho de todos os filhos de Deus: conhecerem seu próprio mal para lutar contra eles optando pelo caminho do bem, da misericórdia e da benevolência junto a todos os demais filhos do mesmo Deus.

Porque vossos rogos foram atendidos e tendes verdadeira clemencia em vosso coração, se desembaração as algemas que vos prende à condição inferior, fruto de haver despojado por vós mesma de vossa própria vida física, ferindo a Lei Maior de Deus que é ‘não tirarás a própria vida - a vida a qual Deus lhe concebeu’, e sereis transferida para melhores paisagens, onde encontrarás alívio e suspensão em vosso coração sofredor. Restaurareis vossa força e vos recomporeis para a grande obra que é a vossa vida para fins produtivos segundo Aquele que vos concebeu vos ha designado.

E a ti, querida Luciana, eis uma das almas que se suicidara a quem vossas orações têm chegado, lhes tocando e preparando o coração para este ato de arrependimento de suas vontades chamuscado pela dor absoluta e extrema dos últimos tempos que se seguiram. O que fazeis, fazei bem, predispondo vosso espírito a servir por esse manancial de bem e de oportunidades frutíferas ao vosso coração.

Da forma como estais, prossegui e nós estaremos ao vosso lado. Ainda não consegue alcançar em entendimento para onde tudo isso vai vos levar. Confia, pois vosso coração será assim transformado num ato de Pura Misericórdia do Vosso Deus com sua criatura – tu, a quem Deus ha pousado os olhos e destinado a uma função enobrecedora.

Multiplicareis estes frutos de sabedoria entre vossos irmãos quando vos houver chegado a hora. Por agora prossegui no bem e no serviço o qual o Céu vos reclama.

- Posso perguntar?

- Certamente que sim.

- Essas comunicações são por enquanto somente para mim, certo? E não para o livro.

- São somente para ti por hora, posteriormente e sob a autorização do Alto serão destinadas ao vosso livro e ao conhecimento dos leitores. Está bem assim?

- Sim. Que em tudo Nosso Senhor Jesus Cristo seja louvado.

- Prossegui escrevendo-o e vereis.

- Quanto ao tempo que esta filha sofredora deveria permanecer no vale dos suicidas, coincidiu este seu resgate pelos Céus se dar no momento em que daria a morte do seu corpo físico na Terra segundo a Vontade de Deus?

- Certamente que sim. Deus é justo em suas regras e no aprendizado de não a infringirem tirando a própria vida.

- Assim sendo, de que valeria nossas orações se não podemos salvá-los do tormento em que se encontram lançando-os no Céu?

- As orações a eles endereçadas aliviam a dor de seus corações fazendo-os sentir a clemência que lhes desce do Alto o que favorece a paz e a resignação diante da dor e desalento em que se encontram.

- Sei que não é necessário que todos resgates de suicidas pelos Céus passem por médiuns, pois para isso basta vós e eles, então a que se deve eu estar participando disto?

- Para vosso conhecimento e instrução, para vosso crescimento e transformação em vosso coração, para que possais cooperar neste trabalho de bem junto aos irmãos, e para que eles possam entrar em contato contigo, serva de Deus encarnada na Terra. Precisar de ti não precisamos, mas convém que por agora participeis.

- E estes trabalhos da minha parte vão continuar?

- Sim. Serás chamada a continuar colaborando e servindo a este processo junto aos vossos irmãos desencarnados durante o tempo que for necessário.

- É possível que eu possa receber uma mensagem do Patrício** ou do primo Eduardo? Não estou pretendendo mesclar as coisas, mas apenas ver o alcance de tais trabalhos.

- Convém que isso não se dê contigo. Para que vossos trabalhos não sejam misturados com as expectativas que os outros possam criar sobre ti, e para que os vossos sejam destinados exclusivamente a outra ordem de trabalhos mediúnicos. Deixe que os parentes desencarnados sejam incumbidos a outros médiuns melhor destinados a esse fim.

- Obrigada, queridos irmãos, pelas bênçãos alcançadas no dia de hoje para todos nossos corações. A Paz de Jesus sobre cada um de nós. Amém.

- É um pouco difícil esvaziar minha mente para que somente os seus pensamentos se façam presentes sem a interferência dos meus.

- É um treinamento ao qual deve sujeitar vossa vontade.

Nota de rodapé:

* Dic: vergonhoso, desonroso.

** Ex-esposo falecido da minha ajudante que orava comigo no Culto do Lar. Ele a acompanhava em espírito, em estado de ignorância e sofrimento.

DIÁRIO ESPIRITUAL DE 28/08/2019:

Meus caros amigos irmãos espirituais em Cristo Jesus, aqui estou a vossa disposição, ávida de convosco trabalharmos o Reino de Deus no coração das almas. Há algo para mim hoje?

Sim, querida filha Luciana, trazemos hoje até vós uma alma a vos falar:

Bendito seja Deus que nos uniu no amor de Cristo. Que a Glória do Céu acompanhe você, querida filha de Deus e serva do Senhor, pelas maravilhas que tem alcançado em Deus através de sua vida e devoção para a vida dos demais. Me chamo Carla, sou agricultora e moro numa cidade bem distante de vós. Vivo lutas magistrais em meu casamento, o qual não amo e nem desejaria permanecer, mas o estou fazendo para cumprir com o mandamento da indissolubilidade do casamento. Apesar das faltas dirigidas ao meu marido e ele a mim, existe forte intento de permanecer para darmos este exemplo virtuoso aos nossos filhos. Com toda a honra e indignação falhamos e machucamos uns aos outros, mas o poder de vossas orações* a nós endereçadas têm levantado nossos ânimos e revigorado nossos corações nos combates diários para que ao final possamos entregar a Cristo, ainda que de forma imperfeita, a obra de nossas vidas. Porque não podeis sondar a magnitude e abrangência de vossas orações na vida dos demais, fui até ti trazida para vos revelar. Continuai servindo ao vosso Deus de Amor derramando assim seu Amor no coração e nas vidas de seus filhos necessitados. Segui no bem, pois a graça está contigo. Segui confiando que Deus opera maravilhas nos demais através de vossa santa devoção. Que a Paz e as Bençãos do Senhor nos acompanhem hoje e sempre. Amém. Podeis me levar, se quiserem, pois já lhe tenho falado tudo**.

Esta irmã, querida Luciana, foi a vós trazida para que comprovais o poder de vossas orações nas almas dos que ainda estão encarnados. Tal como leste em Kardec, seu espírito desprendido do corpo, com maior lucidez, traz para ti a mensagem de seu coração e o reconhecimento das graças através de ti recebidas. Isto é para que cresça em ti o espírito da fé e do serviço em detrimento de um possível mal que dos espíritos possa receber. Continua a trabalhar para que a confecção do vosso livro alcance todas essas verdades a vós reveladas. Segui no bem. Estamos permanentemente contigo.

(Duvidei)

E não duvideis destes trabalhos que através de ti se iniciaram. Nós, espíritos, temos um plano de aprendizado a desenvolver contigo e seguiremos com nossa meta até o fim que nos foi proposto. Tal como tendes confiado e ha caminhado até aqui, prossegui na fé consoladora que reergue e ilumina os caminhos que deverão ser percorridos.

Posso falar-vos?

Certamente que sim.

Trazeis a mim uma pessoa numa situação que eu jamais imaginaria de modo a, me surpreendendo, revelar que não sou eu que estou no controle e também que não é fruto da minha imaginação, certo?

Perfeitamente correto. Não sois vós que estais controlando estes trabalhos, mas sim estas almas trazidas até vós para vosso esclarecimento e elucidação. Em algo mais posso vos ajudar?

Sim. É pertinente que eu revele ao meu pai, primo e tia, e parentes do esposo que seus entes queridos já falecidos me foram mostrados (travei dialogo com eles, eles estão bem e nas cidades espirituais) revelando-lhes a mensagem da vida após a morte e que estão bem?

Compreendeis minha pergunta? Desejo com isso ser fiel ao meu Deus, aos parentes que aqui e lá se encontram e à faculdade mediúnica que me foi agraciada. Ao mesmo tempo temo vossa resposta, pois nunca havia me disposto a lhes falar por receio de me expor e do assunto ser delicado.

Não há nada a temer. E como vos sentiria tu caso recebesse, em seus lugares, a informação do destino de suas almas queridas? Consegue antever as graças nos seus corações através da graça de poder sentir estando em seus lugares. Para isto o Espiritismo existe e foi decodificado: para trazer estas luzes àqueles que não creem e alento aos que já creem.  Segui em frente em vossa dignidade naquilo que Deus vos concedeu.

Nada a temer, certo?

Porque deverias?

Obrigada pelas respostas. Louvado seja Nosso Senhor que nos uniu neste caminho de bem e santos aprendizados.  As bênçãos poderosas do Senhor no vosso dia de hoje com ricos frutos para sua Glória. Amém. ***

A Paz do Senhor e a Presença do Cristo Filho em sua vida, irmã.

(Entendi que os guias espirituais condutores destes trabalhos estavam sempre se pronunciando em minha mente antes e depois das comunicações dos espíritos que eram trazidos a mim por meio de um conteúdo autêntico, peculiar e de cunho elevado de modo a pôr fim às dúvidas que insistiam em surgir em minha mente quanto à veracidade destas mensagens recebidas dos espíritos.)

Nota de rodapé:

*Quando oro rogando pela santificação das famílias.

** Mensagens podem ser recebidas tanto de espíritos desencarnados quanto de encarnados, quando seus corpos repousam em sono físico, tendo seus espíritos desprendidos - estas últimas são bem menos comum, segundo Kardec.

DIÁRIO ESPIRITUAL DE 29/08/2019:

Queridos irmãos em Cristo, servos do Altíssimo, aqui estou à vossa disposição para os trabalhos desta manhã que enchem meu espírito de júbilo e felizes expectativas quanto ao meu crescimento, elucidação e auxílio às almas de meu Deus.

Querida irmã, bom dia, vamos vos pôr a falar a seguinte alma:

Misericórdia, Meu Senhor e meu Deus porque em minha breve vida física muito pequei contra vossas regras e vossos filhos. Amaldiçoei a Terra e nada de produtivo fiz, senão abusar de suas boa-vontade e a eles me fiz intolerante, irascível e digno de toda injúria e falta de atenção. Não fui santo, mas homem cruel, sarcástico, ambicioso e indigno de qualquer boa sorte e sei que agora estou colhendo os frutos de minha má-aventurança. Peço perdão ao Pai por todo o mal que infringi a Ele e as suas criaturas e, porque sou pecador, mereço todos dos males e o pior porque prejuízos de toda ordem causei aos que me queriam bem e que me eram desconhecidos. Em grande mar de revolta me encontrei e a todos quis ferir tal como havia sido ferido na mais tenra infância. Zombado, castigado, humilhado e maltratado por aqueles da minha própria família que deveriam me dar amor, fez abrir uma chaga em meu coração que me tornou indócil, espírito revoltado, cheio de ódio e a todos procurei devolver o mal que havia recebido desde criança. Porque fui abusado, abusei, porque fui maltratado, maltratei, porque fui enganado, enganei, porque me fizeram muitas outras coisas ruins, furtei, lesei, ofendi e amaldiçoei, não sendo jamais digno de receber nada de bom nesta vida, mas apenas insultos e incórias*.

De tanto lamentar e sofrer permaneci aqui neste poço de incórias e nada mais me restou a não ser deparar com o mal que fiz às pessoas por toda minha vida. Espírito sofredor, fiz sofrer e agora me arrependo da vida sem proveito que levei e volto o rogo ao Criador para que liberte meu espírito de tanta dor e desolação, de tantos infortúnios criados e provocados, e que me dê a paz. Se o objetivo era que sofresse, já muito sofri e imploro a ajuda dos Céus para trazer a libertação daquilo que eu mesmo criei para mim. Por misericórdia, ajudai-me.

Vossas preces e súplicas, querido irmão, foram escutadas no mais Alto dos Céus e o auxílio vos vem pelas mãos Daquele mesmo que vos criou e que ofendestes por meio de atos e de uma vida profana. O Grande Deus de Todo Amor não é um Deus punitivo e vingador, mas um Deus que permite que cada filho experimente a própria dita ou desdita que causou a sua vida e à vida dos vossos irmãos na Terra. Nisto tudo há misericórdia e benevolência divina. Há a justiça de devolver a cada um segundo as obras feitas.

O Deus do Amor e da salvação vos traz oportunidade da vossa redenção através da conscientização das ofensas dirigidas a vós mesmo e aos irmãos abrindo o caminho da vossa restauração e reforma interior, sempre moral, no sentido de passar a cumprir com os elevados motivos para os quais fostes criado.

Sem lamentações ou injúrias, porque há muito o que fazer de bom e útil a vós mesmo e aos vossos irmãos, vos tomaremos conosco para que desperteis vossos olhos em um local que vos trará paz e verdadeiro espírito de renovação. Que a Paz e as Bençãos do Senhor cerquem vossa vida e vossos passos de toda graça necessária à vossa evolução.

E a você, querida filha, segui com vosso espírito de disciplina e consagração à obra a qual os Céus a requer. Jamais desisti mediante as dificuldades** e os obstáculos que vos hão de aparecer, tal como já vos tendes acontecido. Somente ascenderão pelas portas do Céu aqueles que derem prova do espírito resoluto e fiel a todas as provações que tendem a lhes tirar a força e as determinações. Segui adiante certa de que nenhum dos que alcançaram as portas do Céu fez diante do acaso senão mediante duras e penosas provações.

Quanto a este irmão que muito pecou em vida, sua alma, como pôde conferir, se encontra suficientemente arrependida para tudo recomeçar e fazer melhor. Antes de haver sido uma vida perdida, foi necessária para que descarregasse toda a raiva e rebeldia que havia em si, mostrando Deus a ele a abrangência infinita de sua misericórdia ao lhe colocar em melhores condições para um recomeço salutar.

Rendamos graças ao nosso Deus pela oportunidade benfazeja de enriquecimento de nossos corações e de serviço aos Céus. E que a Paz continue vos acompanhando no dia de hoje. Podeis perguntar***.

Desejo ardentemente que estes trabalhos continuem se realizando através de mim. Possuem uma beleza que minha alma intui e por isso rejubila e desejo rogar que tenham paciência comigo, com minhas limitações e equívocos diários.

A graça de Deus vos acompanha e continuareis sendo receptáculo dos Céus para as grandes verdades que serão destinadas à humanidade através de ti. Na falta de espíritos perfeitos, tomamos os devedores que já estão prontos para semelhante obra e prova confiando que as luzes do clarão que se abre diante dos vossos olhos a leve, através de vossos esforços e atos, a uma melhor condição espiritual quando comparada à que reencarnastes na Terra. Prossegui.

Compreendo o grau de retidão, vigilância interior, espírito de consagração a toda prova que tamanha obra me exige para que não sofra quedas e interferências (espirituais) devido ao mal que em mim habita e habita no mundo dos invisíveis; além de espírito de oração, disciplina e obediência Àquele que me criou. Desejo que me auxiliem a combater os maus pendores da minha alma como o orgulho, vaidade, presunção, egoísmo, suscetibilidade para que esta reencarnação renda frutos concretos ao meu espírito peregrinador. Que Deus me ajude, abençoe e sustente. Amém.

Estaremos contigo, querida irmã, até o último dia quando fechares os olhos para a Terra e os abrir para o mundo invisível. Prossegui.

Nota de rodapé:

* Dic: desprezo e descuido

** Antes das 7h30 da manhã, meu filho mais velho faz o menor chorar, a TV pára de funcionar e o pequeno faz pirraça, corrijo o mais velho e o coloco para cumprir com seus afazeres. Ambos acordam a partir das 6h. A cada vez que sou interrompida suspendo o curso das mensagens recebidas e depois tenho que tornar a me concentrar para dar continuidade.

** Sempre que tenho uma pergunta formulada na mente para lhes fazer, eles já o sabem daí me abrirem a palavra. Não necessitam que eu a formule, mas requer que eu a registre no papel para dar sequência à resposta correspondente.

DIÁRIO ESPIRITUAL DE 30/08/2019:

Não sabia precisar se devia-se ao compromisso do meu próprio espírito com o Mais Alto ou em função do meu anjo da guarda, mas passei a despertar as 5h da manhã para que fosse possível viabilizar mais este compromisso com os Céus em minha agenda diária. Se antes levantava às 6h para que tivesse tempo de ler a Bíblia e fazer o diário espiritual, tinha agora que antecipar aproximadamente 1 hora.

Estimados irmãos da luz servos de Deus, estou à disposição para que se deem através de mim vossos trabalhos enriquecendo-nos todos. Há algo para mim hoje?

Sim, querida Luciana, lhe daremos a falar a seguinte alma:

Como sofro na forma como hoje me encontro - espírito desencarnado, sofro tanto como ainda não havia sofrido na Terra. Quando habitava entre os encarnados achava que sofria e nada se compara ao que sofro hoje. Estou sendo punida pelos muitos atos maus praticados contra aqueles que em mim puseram confiança. Os ofendi, defraudei, humilhei e subjuguei achando que o bom status da carne, financeiramente falando, me daria os louros de Deus diferenciando-me daqueles que eram por causa disto menores e como me decepcionei ao verificar que somos todos irmãos de um mesmo Pai e que cabe uns aos outros nos ajudarmos mutuamente em cada uma das necessidades fazendo do dinheiro um tesouro que Deus disponibilizou na Terra para benefício de tantos quanto dele necessitam. Oh, infeliz eu sou por haver desperdiçado essa oportunidade por falta de conhecimento e agora estou aqui, livre da carne, presa aos arrependimentos do quanto deixei de fazer e do desejo do que poderia ser feito! Muito dinheiro eu tive e nunca nada me faltou, sempre vivi na abundância e subestimei aqueles que, pobres, pediam algo da minha comiseração*. Indiferente a todos atravessei a vida, colhendo no pós-morte a minha ruína enquanto poderia ter colhido algo bem diferente se para eles tivesse tido o olhar e compartilhado aquilo que me sobrava. Em misérias estou hoje a lamentar tudo que fiz e peço a misericórdia de Deus para que me salve deste dano que causei a mim mesma. Que o Deus do Absoluto Amor tenha misericórdia desta alma que pecou por ignorância desconhecendo o grande papel que me cabia junto aos mais necessitados. Aonde quer que Deus esteja que ele escute as minhas preces. Amém.

Vossas preces, querida irmã, foram escutadas no Mais Alto dos Céus e Deus nos envia, sob sua permissão, para que a acolhamos no caminho do apaziguamento de vossa alma e de vossa reabilitação. Deus tem os meios de provar cada um naquilo que necessita para se elevar espiritualmente pelos Céus e vossas quedas dão mostras que a ambição e a indiferença quanto aos necessitados ainda faziam parte da vossa condição interior quando renascestes na carne. Nada mais previsível do que o uso abusivo do dinheiro de forma egoísta por ti esquecendo da mensagem de todos os tempos do Mestre de “dai do que possuís aos necessitados, que têm menos do que tu”. O arrependimento da vossa alma faz parte do primeiro resgate que Deus está a fazer para, a partir dela, vos apresentar as perspectivas e renovar as esperanças de, uma vez aprendido, retornar ao planeta Terra em melhores condições de colaboração àqueles que desta vez negligenciastes. Nisto está toda a Misericórdia de Deus, de permitir que cada um de seus filhos trilhe os seus caminhos conforme as aptidões e interesses que têm dentro para depois, reavidos com a própria consciência, tomarem a decisão de se reabilitarem por si mesmos em vidas e oportunidades futuras. Eis aí a graça dos Céus que desce ao vosso encontro convidando a um recomeço melhor do que o fim que tivestes. Tomai das nossas mãos e vos levaremos a um lugar que vos retornará a paz, renovará a fé e a esperança neste Deus que tudo provê para que possais trilhar por caminhos de vossa melhor desdita.

E a ti, querida irmã, que Deus vos continue fazendo instrumento e receptáculo destas verdades espirituais para o bem de todos, multiplicando vossas intenções de crescimento e realização junto ao coração dos irmãos que vos lerão. Alguma pergunta para o trabalho de hoje? *

Não, penso que está satisfatório. A partir de quando e como me será autorizado transcrever estas riquezas em nosso livro? (referia-me ao Renascimento e Vida em Cristo que estava em curso)

Por enquanto estas mensagens são exclusivamente para vosso crescimento e instrução. Segui adiante com todas e no momento oportuno estarão autorizadas a compor o conteúdo do vosso livro. Segui, pois, escrevendo-as e reunindo em vosso caderno. Algo mais para o dia de hoje?

Não, estou satisfeita. Que o Deus de Amor derrame sobre os nossos corações toda sorte de bênçãos necessárias para que sejamos venturosos no curso deste trabalho do qual participamos. Amém.

Que a paz e as bençãos do Senhor vos acompanhe em vosso dia de hoje trazendo-vos firmeza e discernimento em todos os vossos passos.  Tenha um bom dia.

Ao dizer ‘firmeza’ e ‘discernimento’ os espíritos faziam referência a como me sentia por dentro:

Havia sentimentos de desvalia, melindre e inferioridade pela minha condição espiritual ser inferior quando comparada à tão mais elevada dos que me assistiam. Detinha a pensar no quanto aqueles sentimentos, se não controlados, podiam facilmente desencadear dentro de mim outros de rebeldia e até ódio. Estava a tentar controlá-los e aniquilá-los. Descobria que eram exatamente aqueles que deveria combater e que se originavam da presunção (eu me achar mais do que de fato sou e que me faziam querer que os demais me adulassem). Estava atenta a estes movimentos interiores quando o espírito que me assistia me interrompeu:

Estás a palpar vossas manifestações de individualismo e presunção as quais deveis conhecer para combater, substituindo-as pelas do verdadeiro espírito de serviço e despojamento pessoal, além do desinteresse o qual lestes em Kardec (se referia ao Livro dos Médiuns).

E como posso eu vencer esta batalha?

Travando lutas contra o mal que em vós habita e rendendo sempre graças ao Senhor por esta oportunidade de libertação de tudo o que não vos convém e que deve ser renunciado.

Que bom. Amém e que assim seja. Uma coisa sei: vou continuar firme no serviço a Deus e lamento não poder escrever no livro Renascimento e Vida em Cristo a respeito deste tão importante nuance que se relaciona à mediunidade.

Mas vós podeis fazê-lo oferecendo-lhes os motivos do combate a todo mal pendor visando uma moralidade mais elevada, sem fazer menção direta aos aspectos mediúnicos relacionados.  

(O Renascimento e Vida em Cristo não possuía um viés espírita, não mencionava mediunidade ou espíritos, trazia um despertar vívido a partir de um encontro com Jesus e uma vida erigida e vivida no Senhor.)

Nota de rodapé:

*Ocorreu-me que o que escrevia devia ser mentira então o intercessor espiritual trouxe uma palavra que desconhecia o significado: ‘comiseração’, que no dicionário significa sentimento de piedade pela infelicidade do outro.

** Já está dito que eles sabem quando tenho uma pergunta formulada em minha mente para fazer, por isso abrem-me a palavra.

DIÁRIO ESPIRITUAL DE 31/08/2019:

(Meu esposo é ateu e alheio a tudo isto. No dia anterior eu havia relido as muitíssimas lutas espirituais travadas de 2014 a 2016 quando a mediunidade abriu e eu me submetia à terapia espiritualista a qual sou hoje terapeuta.)

Estimados irmãos em Deus, aqui estou presente para a realização de vossos trabalhos. Há algo para nós hoje?

Sim, querida Luciana, temos algo para ti. Primeiramente não vos lastimais pela vida que tendes nem pelas lutas travadas e as que ainda serão por ti travadas. Todas fazem parte da instrumentalha de lapidação que Nosso Senhor vos requer. Em tudo dai graças Àquele que vos ha formado até aqui e que continuará vos formando em sua Graça. Salve Nosso Senhor Jesus Cristo Redentor! Eternos louvores ao nosso Maior Amado e que se cumpram seus Desígnios na vida de todos os demais. Trazemos uma alma hoje para ti para que a escuteis:

Muito sofro por haver perdido minha vida em lamúrias e murmurações. O fim primordial da vida nunca encontrei e tudo se resumiu em um grande vazio opressor da minha alma desejosa de algo mais. Não havendo conseguido esse algo a mais me lancei em toda sorte de frivolidades e jogos inúteis. Preenchi minha vida entre bares, mulheres e jogos e nada me trazia maior consolação. Distante estava de entender o fundo verdadeiro da vida e tudo passei em ócio e descaso. Detentores da minha alma santa, fui tragado pelas forças do invisível que me sujeitaram a uma cadeia de perdição de difícil emaranhado e saída. Me submeti a tudo que não era digno nem louvado. Abusos de toda ordem, sexual e financeiro, resultaram em um vazio interminável de minha alma a ser constantemente preenchida com aquilo que dispunha a minha frente. Sem atos louváveis senão deploráveis, parti desta vida e nada útil encontrei senão seguir com minhas futilidades e com o preenchimento do meu vazio. Por muito tempo a vagar, tornou-se enfadonho e comecei a me divertir à custa dos demais, que não me viam, mas a quem mesmo assim eu podia tirar os meus prazeres. Mar de sujeição e de futilidades! Tempo perdido do meu Deus! Onde reaver o caminho da vida que me levará para maiores alegrias da minha alma pecadora e cheia de ultrajes, detentora de um vazio interminável! Porque este vazio se faz insuportável aniquilando as minhas vontades, rogo a Deus um raio de iluminação e misericórdia para esta alma que não cansa de se esvaziar nas trevas. Aonde quer que esteja Deus que Ele venha a mim, alma sofredora, mostrar-me aonde a verdadeira paz e alegria se encontram.

Vossas preces, querido irmão, foram ouvidas e de nossas moradas celestes descemos ao vosso encontro sob autorização do Altíssimo para vos trazer melhores frutos para vossa caminhada. A vida se resume num mar de buscas até que a alma se canse de futilidades e busque verdadeiro motivo e preenchimento da vida. Quando ela se encontra nestas condições é porque as luzes benfazejas da graça lhe ha alcançado despertando-a para interesses maiores e para fins mais instrutivos e altruístas segundo Àquele que a concebeu. Tomai das nossas mãos e seguiremos para um lugar distante, a vós preparado, para que repouseis vossa alma andarilha e possais restabelecer-vos em novos ares que vos trarão as renovações necessárias incluindo vossas esperanças para um destino melhor.

Quanto a ti, querida filha, estais a fazer um bom trabalho de prosseguir com o bem, instruindo-vos e dando os passos os quais o Senhor vos destinou. Alguma dúvida quanto ao trabalho desta manhã?

Sim. Vocês têm nos apresentado almas que se encontram suficientemente prontas para serem resgatadas de onde se encontram para o mais Alto, mas sabemos que nem todas se encontram nesta perfeita condição, correto?

Vossa observação é pertinente e vos conduziremos por um caminho de conhecê-las nos diversos pontos espirituais em que se encontram. Estais somente no começo de vossos trabalhos para este fim. Prossegui.  

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo em tudo o que se refere a nós e às etapas pelas quais devem passar nossas almas até o conhecimento e aproximação Àquele que nos criou. A paz e as bençãos de Jesus e de Maria Santíssima em nosso dia de hoje.

Que assim seja. Amém. Prossigamos.

Falastes ‘prossigamos’?

Sim. Ainda há muito pela frente.

DIÁRIO ESPIRITUAL DE 01/09/2019:

Valorosos irmãos em Cristo, eis-me à vossa disposição para os trabalhos desta manhã. Há algo para nós hoje?

Segui combatente no bem e não renuncieis às vossas forças frente às batalhas infringidas contra o mal. Para que sejais luz entre vossos irmãos ha que apresentar para com eles uma conduta irrepreensível, livre de manchas e adepta do bem aonde quer que fordes. Irradie vossa luz e Deus fará sua Obra Divina em seus corações através de ti. Jamais desisti do rigor interno o qual deveis ter ao seguir a Deus. São nos pormenores que Deus se revelará aos olhos de vossos irmãos através de ti. Para que quando apresentardes vossos trabalhos ao mundo tenham certeza que Deus presidia todos os vossos atos desde então.

Defendei a causa do Espiritismo. Revelai aos quatro ventos e sede fiel Àquele que vos despertou para este segmento. Que toda sorte de bençãos sejam alcançadas em vossa vida através do cumprimento da mesma. Quereis perguntar.

Não compreendo até que ponto é interessante para as pessoas que me são próximas saberem que possuo mediunidade. Gostaria de usar este conhecimento para lhes trazer testemunho da seriedade com que devo conduzir meu ser moral no sentido de cumprir com os fins evolutivos e de caridade junto aos necessitados. Não desejaria lhes comunicar para ostentar, mas para dar mostras desta realidade. Que pensas?

Todo bom uso que fizerdes daquilo que Deus vos ha destinado em agrado e crescimento dos vossos irmãos agrada a Deus. Ainda que muitos não compreendam, haverá lhes deixado um sinal inequívoco da seriedade com a qual tomastes vosso compromisso com o Alto, de modo que nada tens a temer quanto a lhes apresentar vossos testemunhos com a mediunidade.

Que Deus me abençoe neste chamado que sinto em meu coração e que assim seja. Que Deus possa me usar em tudo e que Ele seja em tudo louvado. Há algo mais para nós?

Sim, eis a alma que trazemos hoje:

Perversidade é o meu nome e não existe nada que me dê mais prazer do que prejudicar e causar dor nos demais. Não suporto aqueles que se julgam capazes de serem bonzinhos forçando uma natureza que me dá nojo e a mais sincera aversão. Tudo o que gosta meu espírito é fazer sofrer e causar dor, nada mais deveria existir na vida, além disto. Eu, com meu exército de servos subalternos perseguimos, enganamos, injuriamos e causamos toda sorte de desavenças e sofrimentos em todas as almas que conseguimos enlaçar em nossos planos demoníacos. Queremos as suas misérias e que se rendam aos braços da morte em profundo sofrer. Somos especialistas nisto, nos comprazemos em nossa arte e nos aperfeiçoamos cada vez mais. São tantos os que dominamos em nossa rede que é necessário captarmos mais servos que se afinam com o mal para que possamos captar ainda mais gente. O mal nunca terá fim e é inútil tentar lutar contra ele. Somos fortes, melhores e mais astutos, mais capazes e conseguimos captar para nossa rede de degradação todos aqueles, pois, de tanto insistirmos, acabam cedendo aos nossos planos do mal. E assim, de destruição em destruição, seguimos felizes com aquilo que somos bons em fazer, desafiando Aquele que supostamente trafega do lado de lá, oposto de nós. Se o mal se tem de fazer, o tomamos nós e o fazemos muito sabiamente, pois existimos para isto. Oh, bando de humanos hipócritas e perversos! Mal sabem vocês o quanto de maldade há em vós e tudo o que fazemos é colocar mais fogo em suas misérias, mazelas e perversões. Eu não falei perversão, sua idiota irascível*! Escreva exatamente o que eu estou te falando. Um dia pegarei você e farei de você fiapos, se acha muito boa e protegida para ser livre de quedas? Vemos suas manchas e a tomaremos para nós tão logo descuides, nessa sua falsa pretensão de ser boa! Não existe verdadeira bondade, mas maldade enrustida, não precisa lutar para ser o que você não é, apenas deixe sair de você toda a podridão que existe para que todos saibam quem verdadeiramente é! Os fracos de espírito são fáceis de pegar e deles temos um tanto. Mas os que acham que são alguma coisa é que nos apressamos em tomá-los para nós para pôr fim de uma vez por todas em toda essa palhaçada e baboseira. Um dia será nossa e atestará essa verdade que vos falamos. Por hora, continuaremos e perseguiremos aqueles que são mais frágeis e disponíveis, adoecendo-os e causando-lhes toda sorte de dor e infortúnios. Sua hora, todavia, chegará, está em nossas miras e será tão nossa quanto hoje está deste outro lado repugnante e entediante. Poderia falar muito mais, mas penso já haver me pronunciado o suficiente. Podeis levar-me.

Que o Deus Misericordioso o envolva com suas Ricas Glórias insistindo para que desperteis vosso coração para o bem. Não é porque vos comprazeis hoje no mal que havereis de fazê-lo por toda vossa vida. Deus tem seus planos para seus filhos e permite que cada um extravase aquilo que possui de pior (ou de melhor), mostrando-lhes que no fim a maldade a que se compraz em fazer nada mais faz aos outros e a si mesmo do que causar a maior das desditas àquele que a pratica. A Sagrada e Divina Justiça do Criador dá para cada um segundo as suas obras. Um dia a Lei Maior do Progresso pesará sobre vossos ombros incitando-vos a mudar vossos pendores convertendo-os em amores e obras santas junto aos vossos irmãos. Por enquanto é dever esperar até que Deus mesmo cumpra em ti os seus desígnios neste ou em outros mundos. Que a paz e as bençãos do Senhor Todo Poderoso alcance vossa alma perdida, envolvendo-vos em seu Regaço de Amor e despertando para outros fins primorosos ao qual o Pai vos ha destinado.

Quanto a ti, querida filha, continuai firme em vosso serviço aos Céus certa da parte que estais a cumprir entre vossos irmãos, de todos os mais necessitados – os que se comprazem em causar dor no próximo. Tendes nossas bênçãos para os inúmeros trabalhos que estais a desenvolver. Alguma pergunta?

Estamos a mudar a forma e os conteúdos do livro que estou a escrever* de sumamente ‘católico’ para agora sumamente ‘espírita’?

Exatamente. Revelareis aos vossos leitores o caminho percorrido por ti até o cume das Altas Verdades. Eles vos seguirão em vossos passos. Nada tendes a temer. Prossegui.

Amém. Que o Deus do Infinito e de todo o Poder nos resguarde do mal, nos dê a paz e nos abençoe no dia de hoje e sempre para que lhe sejamos sempre fiéis. Amém.

 Nota de rodapé:

*’Irracível’ no dicionário é a pessoa que se irrita com facilidade. Concordei.

** Até então eu pensava que os escritos comporiam o Renascimento e Vida em Cristo.